sexta-feira, 26 de junho de 2020

IGUALDADE

As constituições dos países considerados democráticos contêm um artigo específico que considera todos iguais perante a lei. Há, porém, distinções a fazer no terreno filosófico, pois a Sociedade não considera todos os homens iguais entre si; para ela, existem os pobres e os ricos; os seres humanos são iguais fisicamente, encontramos desigualdades na cor, nas feições, no desenvolvimento intelectual; os que possuem um físico sadio são iguais aos normalmente desenvolvidos.

Esses aspectos, contudo, não têm significado maior. 

Apesar de inserido no lema da Revolução Francesa, o mundo ainda não conseguiu definir a igualdade e a liberdade, e muito menos a Fraternidade.

Nossa Constituição afirma que todos são iguais perante a lei; contudo, um menos favorecido da sorte não encontra vaga nos colégios para seus filhos; um pobre enfermo bate às portas dos hospitais em vão; não há oportunidade para o trabalho; o que é benesse não é dado aos pobres. Uma igualdade injusta não é igualdade.

O Ser Humano deve cultivar a igualdade como se fosse uma virtude! As diferenças sociais ferem e aviltam.

Nenhum comentário:

REFLEXÃO DO DIA 01.02.24

Todos nós conhecemos pessoas que, mesmo tendo tantas oportunidades, não as aproveitam, não agem e, por isso, estacionam na vida, não progrid...

OS MELHORES PITACOS