sexta-feira, 30 de julho de 2021

DANDO CONTINUIDADE NO QUANTO CUSTA UM DEPUTADO

Se você achou muito alto os valores gastos com salários e auxílios-moradias para os nossos nobres deputados se segura na cadeira que tem mais.

VERBA DE GABINETE

A famosa verba de gabinete, que ultimamente trouxe à tona a famosa “rachadinha”, é uma verba que cada deputado federal tem disponível mensalmente. A verba de gabinete é destinada ao pagamento de salários dos funcionários, que não precisam ser servidores públicos e são escolhidos diretamente pelo deputado.

Em 2020, ano em que o Brasil e o mundo precisaram lutar contra a pandemia de Covid-19, os deputados federais brasileiros gastaram R$ 650.383.023,79 (R$ 650,3 milhões) com verba de gabinete.

Cada deputado tem R$ 111.675,59 por mês para pagar salários de até 25 secretários parlamentares, que trabalham para o mandato em Brasília ou nos estados. Eles são contratados diretamente pelos deputados, com salários de R$ 1.025,12 a R$ 15.698,32.

Encargos trabalhistas como 13º, férias e auxílio-alimentação dos secretários parlamentares não são cobertos pela verba de gabinete. Esses gastos são pagos com recursos da Câmara.

Valores gastos com verba de gabinete em 2021

MÊS

VALOR

Janeiro

R$  52.840.801,71

Fevereiro

R$  53.121.240,04

Março

R$  53.307.858,73

Abril

R$  53.383.802,71

Maio

R$  53.921.598,65

Junho

R$  54.169.140,41

TOTAL NO SEMESTRE

R$ 320.744.442,25

COTA

Você já ouviu falar sobre a cota? Pois é cada deputado federal tem direito a uma.

A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) custeia as despesas do mandato, como passagens aéreas e conta de celular. Algumas são reembolsadas, como as com os Correios, e outras são pagas por débito automático, como a compra de passagens.

MÊS

VALOR

Janeiro

R$ 12.683.895,95

Fevereiro

R$ 15.049.475,31

Março

R$ 14.509.795,19

Abril

R$ 14.501.154,06

Maio

R$ 13.936.749,58

Junho

R$   9.989.413,00

TOTAL NO SEMESTRE

R$ 81.939.432,42

 Os principais gastos com a Cota Parlamentar são:

Divulgação da atividade parlamentar (32,45%);

Aluguel de veículos (15,54%);

Manutenção de escritório (14,13%);

Consultoria e pesquisa (12,54%);

Combustíveis (8,09%);

Passagem aérea (10,57%);

Outros (6,69%).

Se todos esses gastos trouxessem benéficos para a população eu ficaria muito satisfeito, mas infelizmente o desempenho de nossos deputados deixa muito a desejar. E estão muito aquém daquilo que esperamos e precisamos para que o país se desenvolva socialmente e economicamente.

Esses gastos abusivos são uma afronta aos mais de 116,8 milhões de pessoas estão em situação de insegurança alimentar ou passando fome no Brasil.

Muda Brazil!!!!!!!!

Nenhum comentário:

REFLEXÃO DO DIA 01.02.24

Todos nós conhecemos pessoas que, mesmo tendo tantas oportunidades, não as aproveitam, não agem e, por isso, estacionam na vida, não progrid...

OS MELHORES PITACOS