sábado, 7 de agosto de 2021

AS MÃOS

As mãos fazem a diferença entre os homens e os animais, pois são os membros capazes de construir com perícia tudo o que possa ser necessário.

Contendo elementos esotéricos, as mãos simbolizam o poder, a perícia, a vontade e os sentidos.

Usada quando quer se isentar de uma responsabilidade, a expressão “lavar as mãos” tem sua origem nas histórias bíblicas. Era tradição um preso ser libertado durante a Páscoa Judaica. A decisão de soltar Jesus ou o assassino Barrabás foi passada para a multidão que acompanhava o julgamento por Pôncio Pilatos. E como se é conhecido, Jesus acabou sendo crucificado. Ao passar a decisão para o público, Pôncio se isentou dessa responsabilidade, representadas pelo ato de lavar as mãos enquanto dizia a seguinte frase: “Estou inocente deste sangue. Lavo as minhas mãos”.

É por intermédio das mãos que se fazem os reconhecimentos; o trabalho construtivo; a defesa pelo manejo da espada; o comando; as mãos acariciam e ferem em um dualismo forte.

O divino Mestre curava e expulsava demônios com um simples toque ou a imposição das mãos; simboliza o estandarte. No Egito é símbolo de felicidade.

O cego lê a escrita braile com as mãos; a comunicação com o surdo-mudo é feita com as mãos, que emitem sinais convencionais.

A impressão digital identifica o indivíduo; o estudo das linhas da palma das mãos, a quiromancia, revela a personalidade da pessoa.

Duas mãos unidas significam amizade e Fraternidade.

Quem se cumprimenta dá a sua mão.

Dar-se as mãos simboliza afeto, apoio e segurança.

Quando duas pessoas se encontram, devem sempre se dar as mãos; para tanto, devem ser limpas, puras e sem nódoas.


Nenhum comentário:

REFLEXÃO DO DIA 01.04.24

Quando nos defrontamos com os nossos erros, limitações e fracassos, nós tendemos a rebaixar os níveis de nossa autoestima, com graves prejuí...

OS MELHORES PITACOS